top of page
  • Foto do escritorConsultora da Desordem

Faz a tua cama, organiza a tua vida

Atualizado: 23 de fev.



A semana passada, falei das relações que se podem estabelecer com o dinheiro, e tal como diz o ditado popular, cada um deita-se na cama que faz.

É isso mesmo, o tema de hoje é sobre a importância de cada um fazer a sua cama, pelas suas vantagens, claro!

Começando pelo ato de fazer a cama, literalmente.

Quem faz, faz sempre pelo bem-estar que lhe traz. Quem não faz, acha que isso é a maior perda de tempo.

Fazer a cama, é mais do que contribuir para a arrumação do quarto.

É uma atitude de alguém que tem o prazer de cuidar do seu espaço. Um hábito que cria ordem. Um gesto que estrutura o dia e as atividades que se seguem.

Quem faz a sua cama, inconscientemente, está a dizer ao seu cérebro que gosta de cuidar do que é seu, e que esta, é só uma das tarefas do dia cumprida com sucesso. Acreditem que o cérebro adora estas conversas!

Por isso, se por acaso fazes parte do grande clube dos que não fazem a sua cama e se, por acaso gostavas de trazer mais organização à tua vida, esta dica é para ti.

Começa a fazer a tua cama, mas com uma condição: não pode ser aldrabada.

Fazer a cama não é puxar as orelhas aos lençóis ou esconder almofadas e pijama com uma colcha ou edredon.

Nada disso! Fazer a cama, é fazer bem feito do princípio ao fim.

É tão simples quanto, ter o cuidado de ter a roupa bem distribuída, não é para ficar mais comprida de um lado do que do outro, nem a parecer que tem gatos lá dentro, ok? 😊

Depois, é só por as almofadas direitinhas e nisto passaram-se 2 ou 3 minutos!

Resultado, quarto praticamente arrumado. Agora é só arrumar a roupa do dia anterior ou pô-la para lavar, fechar gavetas e portas do armário.

Pronto, quarto arrumado!

Se isto for feito dia-a-dia, quaisquer 5-10 minutos resolvem este assunto, se a roupa se for acumulando, o caos instala-se e depois já não dá vontade de arrumar.

Isto é o típico exemplo de pequenas ações, grandes resultados!

Quem faz a sua cama bem feita, tem a determinação de ao longo do dia, tomar outras decisões que trazem organização e bem-estar.

Com esta mudança de hábitos, a pessoa passa a cuidar melhor do que é seu e que faz o que tem a fazer, para as coisas estarem sob controle.

Quem vira as costas à sua cama, vira as costas ao que lhe chateia.

Exemplos:

Deixar tudo para a última da hora. Passam os prazos e chegam as multas. Não acordar à primeira, o despertador tem que tocar 3 vezes e já se saí atrasado de casa e por aí fora, um filme que se vai repetir até ao momento em que se diz, basta!

E lembra-te, que a forma como fazes uma coisa, fazes todas as coisas.

Olha e tu? Em que cama te queres deitar?

Comments


bottom of page