top of page
  • Foto do escritorConsultora da Desordem

Minimalismo - o mito do pouco

Atualizado: 24 de jun.



Como adepta do minimalismo, dou-me conta que muitas pessoas pensam que ser minimalista é viver com pouco, é ter poucas coisas em tons de branco, bege e cinza e uma planta bem verde!

Isso para mim é frio e impessoal, mas para quem gosta, está perfeito!

Ser minimalista não é ter pouco, é ter tudo com menos coisas, o que dá aquele sentimento bom de liberdade e leveza!

Quem vive rodeado de tralha ou tem coisas a mais, muitas vezes sente insatisfação, falta-lhe sempre alguma coisa, tem por isso uma sensação de escassez, porque nunca lhe chega.

Quem vive com o que considera suficiente, ou seja, tudo o que é essencial para viver com conforto e bem-estar, sente-se grato pelo tanto que tem e por isso tem uma sensação de abundância, livre do consumismo.

Por isso é que eu ajudo as pessoas a libertarem-se do que está em excesso.

Ah, Catarina eu adorava ter uma casa assim, mas como é que eu sei o que está em excesso?

Por exemplo, coisas que se fosse hoje, já não comprávamos ou coisas que nos oferecem e não gostamos e limitamo-nos a guardar.

Descobrir a magia de se viver melhor com menos, é viver com mais satisfação porque tudo se torna mais simples!

Se gostavas de aderir a este estilo de vida e não sabes por onde começar, marca a agora a tua sessão https://www.consultoradadesordem.pt/casa-detox

E já sabes, casa organizada, vida simplificada!



Comments


bottom of page